Sindserv cobra transparência nas contas do Faps

São Sebastião, quarta-feira, 22 de março de 2017


Sindserv
 


O Sindserv protocolou, no início de março, o ofício 28/2017 para cobrar mais transparência nas contas do Fundo de Aposentadoria e Pensões dos Servidores Públicos de São Sebastião (Faps). O documento, encaminhado aos cuidados do presidente do Fundo, Daniel César Augusto, solicita que seja criado um informativo mensal (online e impresso) para que os trabalhadores possam acompanhar as movimentações.
Ainda foi destacado no documento que o Sindserv já cobrou a transparência nas contas do Faps em reunião com o prefeito de São Sebastião, que ocorreu em fevereiro. “Há anos tomamos todas as medidas legais cabíveis para que não ocorra à dilapidação do patrimônio dos Servidores Públicos. Fizemos diversas denúncias na Polícia Federal, protocolamos ofícios solicitando um periódico do Fundo que conste o cálculo atuarial, os investimentos, resgates e outros detalhes e não vamos parar até que sejam tomadas medidas efetivas para proteger o futuro dos trabalhadores”, afirma a presidente do Sindserv, Audrei Guatura.
O Faps foi criado em 1992 para que aos servidores públicos municipais de São Sebastião tenham direito a aposentadoria e pensão por morte. Com sistema contributivo e solidário, o Fundo deve garantir tranquilidade financeira aos servidores municipais após sua aposentadoria ou a seus dependentes, no caso de óbito.

O Sindserv protocolou, no início de março, o ofício 28/2017 para cobrar mais transparência nas contas do Fundo de Aposentadoria e Pensões dos Servidores Públicos de São Sebastião (Faps). O documento, encaminhado aos cuidados do presidente do Fundo, Daniel César Augusto, solicita que seja criado um informativo mensal (online e impresso) para que os trabalhadores possam acompanhar as movimentações.

Ainda foi destacado no documento que o Sindserv já cobrou a transparência nas contas do Faps em reunião com o prefeito de São Sebastião, que ocorreu em fevereiro. “Há anos tomamos todas as medidas legais cabíveis para que não ocorra à dilapidação do patrimônio dos Servidores Públicos. Fizemos diversas denúncias na Polícia Federal, protocolamos ofícios solicitando um periódico do Fundo que conste o cálculo atuarial, os investimentos, resgates e outros detalhes e não vamos parar até que sejam tomadas medidas efetivas para proteger o futuro dos trabalhadores”, afirma a presidente do Sindserv, Audrei Guatura.

O Faps foi criado em 1992 para que aos servidores públicos municipais de São Sebastião tenham direito a aposentadoria e pensão por morte. Com sistema contributivo e solidário, o Fundo deve garantir tranquilidade financeira aos servidores municipais após sua aposentadoria ou a seus dependentes, no caso de óbito.

Sindserv convoca categoria para assembleia sobre Estatuto do Servidor nesta quarta (22/3)

São Sebastião, segunda-feira, 20 de março de 2017


Sindserv
 


No encontro, os funcionários públicos irão criar a Comissão Multidisciplinar que fará o estudo do regulamento e do Plano de Cargos, Carreira e Salários no Sindicato

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião (Sindserv) integra a Comissão de Estudo do Estatuto do Servidor criada pela administração municipal, por meio da portaria 180/2017. Todas as ações tomadas pela presidente da entidade na Comissão serão definidas junto aos trabalhadores e o Sindserv convoca todos os estatutários da Prefeitura e celetistas da Fundação de Saúde Pública (FSPSS) para a assembleia geral extraordinária exclusiva sobre o tema, que será realizada no dia 22 de março, na sede central, com a primeira chamada às 17h e segunda convocação às 18h.

A pauta da assembleia é a criação da Comissão Multidisciplinar para Estudo do Estatuto do Servidor Público e Plano de Cargos, Carreira e Salários no Sindserv, composta por trabalhadores de todos os setores, pois cada segmento tem peculiaridades que precisam ser consideradas. “Junto com a categoria, vamos fazer uma avaliação paralela, pois eu não posso, não quero e não vou tomar nenhuma decisão sozinha. É uma questão de interesse de todos e deve ser tratada com total transparência pelo Sindicato”, afirma a presidente Audrei Guatura.

Para o Sindserv, integrar o grupo de estudo é uma conquista para a categoria, pois é uma forma de lutar por nenhum direito a menos para os servidores e defender mudanças benéficas na Lei Complementar 146/2011. Todos os pontos que precisam ser alterados serão levantados junto aos funcionários públicos em reuniões e todas as propostas de modificações que venham da comissão serão levadas aos trabalhadores em assembleias, onde serão discutidas e deliberadas.

“Diferente de estudos e reformas anteriores, quando o Sindicato foi proibido de integrar comissões, esta oportunidade deve ser muito bem aproveitada como forma de corrigir diversos pontos que trazem prejuízos aos trabalhadores. Continuamos nosso trabalho como uma entidade independente e não vamos admitir nenhum tipo de desvalorização e corte de direitos”, afirma Audrei.

Reuniões

O Sindicato também realizou três reuniões, no Centro (9/2), na Costa Norte (13/3) e na Costa Sul (14/3), onde esclareceu para os servidores sobre a participação da entidade na Comissão que irá avaliar a Lei Complementar 146/2011. Os trabalhadores reforçaram nos encontros que a base da luta é “Nenhum direito a menos e mais benefícios para a categoria” e também puderam fazer sugestões que serão propostas na assembleia.

Serviço:

A sede central do Sindserv fica na Rua José David do Vale, 33, no Centro de São Sebastião. Para mais informações: (12) 3892.1545.

Sindserv reúne servidores da Costa Sul para esclarecer sobre estudo do Estatuto do Servidor e convocar para assembleia do dia 22

São Sebastião, quarta-feira, 15 de março de 2017


Sindserv
 


Por “NENHUM DIREITO A MENOS E MAIS BENEFÍCIOS PARA A CATEGORIA”, o Sindserv reuniu os servidores da Costa Sul, na subsede de Boiçucanga, na noite de terça-feira (14/3), para esclarecimentos sobre o estudo do Estatuto do Servidor e criação do Plano de Cargos, Carreira e Salários. Também ocorreram encontros sobre o tema junto aos trabalhadores da região central, no dia 9 de fevereiro, e da Costa Norte, no dia 13 de março. 

Durante a reunião, o Sindserv esclareceu que a Comissão de Estudo do Estatuto do Servidor Público foi oficialmente disposta pela administração municipal de São Sebastião, através da Portaria 180/2017, de 27 de janeiro de 2017, e que o Sindicato participa do grupo por meio da presidente Audrei Guatura para representar os interesses da categoria. A diretoria destacou também que todos os pontos que precisam ser alterados serão levantados junto aos funcionários públicos em reuniões e todas as propostas de modificações que venham da Comissão serão levadas aos trabalhadores em assembleias, onde serão discutidas e deliberadas.

 

CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA 

Na reunião, o Sindserv também convocou todos os trabalhadores para a Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada no dia 22 de março, na sede central do Sindicato, com primeira chamada às 17h e segunda às 18h, onde será criada a Comissão Multidisciplinar para Estudo do Estatuto do Servidor Público no Sindserv, composta por trabalhadores de todos os setores, pois cada segmento tem peculiaridades que precisam ser consideradas.

 

ATO 15 DE MARÇO 

Durante o encontro, os trabalhadores também conversaram sobre o apoio a paralisação nacional desta quarta-feira (15/3), que conta com atos contra as Reformas da Previdência, Trabalhista e a Terceirização no país inteiro. Muitos servidores confirmaram que estariam no movimento marcado para iniciar às 7h, com café da manhã em frente ao Porto de São Sebastião, e continuar a partir das 9h com passeata pelas principais ruas do Centro Histórico da cidade. 

O Sindserv informou aos servidores que apoia o ato, por meio da participação do Fórum Sindical do Litoral Norte, e que diretores iriam participar do movimento, inclusive com carro de som, faixas e outros materiais fornecidos pela entidade sindical.

 

Serviço:

A sede central do Sindserv fica na Rua José David do Vale, 33, Centro. Mais informações: (12) 3892.1545.