Bingo dos Aposentados - Costa Sul

São Sebastião, sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016


Sindserv
Bingo !!!
 


Dia: 12/02

Horário: 15h às 17h

Local: Subsede de Boiçucanga (Rua Luisiânia, 107)


Compareçam!

Estado de greve continua...

São Sebastião, sexta-feira, 22 de janeiro de 2016


Sindserv
Estamos em greve!
 


Depois de terminarmos 2015 mostrando para a administração toda a indignação do servidor público com várias paralisações e greve, começamos 2016 cobrando da administração o repasse inflacionário da categoria (mais de 10%) referente ao ano passado.

Não vamos e nem podemos dar trégua a um governo que brada aos quatro cantos que valoriza o servidor, mas sequer concede a reposição salarial da categoria.

Já iniciamos a campanha salarial 2016 e vamos continuar cobrando as promessas que o atual alcaide fez.

Com ou sem dinheiro do IPTU da Petrobras, temos o direito por lei de receber o que nos é devido e basta o administrador fechar a torneira da gastança inútil e realmente investir na categoria.

É importante que os servidores não esmoreçam nesta altura do campeonato, pois temos certeza que a vitória virá. O estado de greve continua e novas ações serão feitas pelo Sindserv até que tenhamos uma resposta positiva.

O servidor não pode e nem deve se iludir com cargos comissionados que são oferecidos ou aumento de hora-extra, pois essa é a estratégia adotada para tentar nos calar. Queremos o ganho real para todos.

A pura verdade

São Sebastião, segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

A pura verdade que a greve é dos servidores sim, apoiados pelo Sindicato, pois o mesmo representa a sua categoria perante as autoridades administrativas e judiciais.

A greve é política sim, mas não é politiqueira. Fazer política neste caso é lutar pelos nossos direitos já garantidos na Lei Orgânica do Município.

É política sim, pois lutar por você e pelo outro é acreditar em uma sociedade mais justa para todos. Não é politiqueira, pois em momento algum o Sindicato quer usar a greve para benefício próprio.

Politicagem é o que ocorre á anos nesta cidade. Os servidores só tem valor nos palanques. Espero que o momento sirva para os servidores refletirem qual sua posição diante de tudo que vem ocorrendo.

Enfim, não existem culpados, não existe um Sindicato que não faz nada e não somos vítimas. Somos os responsáveis pelas nossas escolhas e omissões.

Em outras palavras, o servidor ativo tem um bem valioso (a sua força de trabalho). Cabe a cada um se valorizar enquanto ser humano, pois somos cidadãos.

“Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos” - (Eduardo Galeano).


Carta de um servidor público municipal

Ernane diz que manifestação de servidores é política

São Sebastião, sexta-feira, 18 de dezembro de 2015


Sindserv
Mesmo com ameaças e perseguições, a luta vai continuar.
 


Em entrevista na manhã desta sexta-feira (18/12) ao Jornal da Morada (Rádio Morada FM), o prefeito de São Sebastião, Ernane Primazzi (PSC) quis desqualificar o movimento grevista.

“Na verdade não é uma greve de servidores, é uma greve do Sindicato, é uma manifestação política. Já conversamos por três vezes com a diretoria do Sindicato e na última justificamos os motivos da administração e há 20 dias fomos surpreendidos com uma carta informando uma paralisação. Até agora cumprimos nossa parte e o Sindicato não. Voltaríamos a conversar amigavelmente, a medida que conseguíssemos a liberação do recurso naquela ação da Petrobras. Sem isso, não teríamos como conversar, até porque temos o problema financeiro e a despesa com limite de pessoal. Ganhamos a ação, mas ainda não recebemos efetivamente. Não temos prazo para isso, pois a Justiça entra em recesso hoje”

O Sindserv mais uma vez lamenta as inverdades proferidas pelo nobre alcaide, que insiste em não honrar os compromissos com o servidor.

Iniciamos a campanha salarial de reposição aos servidores em 2014. E desde lá, a administração só nos concedeu apenas 6,28% (referente a 2014), restando ainda cerca de 10% (referente a 2015), o que nos é garantido por lei.

As tentativas de diálogo com a administração foram feitas, porém o administrador continua vinculando nossa reposição ao pagamento do IPTU da Petrobras. Não somos servidores da Petrobras e sim da Prefeitura de São Sebastião.

E aí, quem não cumpriu com a promessa? Mesmo com ameaças e perseguições, a luta vai continuar.