Quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Ato Greve Geral 30/6

  • SINDSERV ADERE A GREVE GERAL CONTRA AS REFORMAS E PARTICIPA DE ATO NO CENTRO DE S.SEBASTIÃO

    O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião (Sindserv) aderiu ao chamado nacional de Greve Geral e participou da manifestação nesta sexta-feira (30/6) contra as Reformas da Previdência, Trabalhista e a Terceirização. Trabalhadores e estudantes de diversas categoriais se concentraram às 6h30, na entrada principal do Terminal da Transpetro/Petrobras, no Centro, realizaram passeata pela Avenida Guarda Mor Lobo Viana e finalizaram com uma panfletagem em frente a Caixa Econômica Federal por volta das 12h.

    Com faixas, bandeiras e chamando a população para protestar contra as Reformas, o movimento ocupou a faixa sentido Centro da principal via da cidade durante a passeada.  De acordo com a diretoria do Sindserv, em todo o trajeto, as Polícias Militar e Rodoviária tentaram impedir que os manifestantes ocupassem a avenida e houve pressão para tentar enfraquecer a luta pela garantia dos direitos de toda a classe trabalhadora que se manteve unida.

    O Sindserv notificou a administração municipal, nesta terça-feira (27/6), sobre a adesão ao chamado nacional de Greve Geral, por meio do ofício 94/2017. Nos termos da legislação vigente, considerando o comunicado com 72 horas de antecedência, o documento destaca que poderão ocorrer paralisações dos serviços prestados pelos servidores públicos municipais em adesão ao movimento.

    “Enquanto sindicato, o nosso objetivo é tomar todas as medidas legais cabíveis para garantir os direitos dos servidores públicos que aderiram a Greve Geral. Esta é a hora de todas as categorias unirem forças para lutar contra os ataques do governo a conquistas históricas da classe trabalhadora. Lutamos sempre por nenhum direito a menos e mais benefícios”, ressalta a presidente do Sindserv, Audrei Guatura.

    As principais centrais sindicais do Brasil decidiram mobilizar todos os trabalhadores para lutar contra as Reformas da Previdência e Trabalhista e integrar a Greve Geral no dia 30 de junho. Na região, o movimento é articulado por meio do Comitê do Litoral Norte Contra as Reformas da Previdência e Trabalhista e o Fórum Sindical do Litoral Norte.