Domingo, 22 de abril de 2018

Agentes de Combate às Endemias

  • Por melhores condições de trabalho para os Agentes de Combate às Endemias

    Falta de veículo para o setor estaria impactando nas atividades e na escala de férias

    O Sindserv protocolou o Ofício 23/2018 no Gabinete e na Secretaria de Saúde, no dia 8 de fevereiro, onde pede esclarecimentos e providências sobre as condições de trabalho dos Agentes de Combate às Endemias. Um dos problemas seria a falta de veículo disponível para que as equipes realizem as ações durante o expediente regular de trabalho, o que sobrecarrega o servidor e ainda estaria impactando na escala de férias, entre outros prejuízos.

    A diretoria do Sindserv tomou conhecimento da proibição do gozo de férias aos Agentes de Combate a Endemias, nos meses de janeiro, abril, julho e outubro, por parte da Secretaria da Saúde, sob a justificativa da realização da ADL (Avaliação de Densidade Larvária) e do LIRA (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes).

    Segundo informações obtidas pela diretoria, nos anos anteriores funcionava um esquema de revezamento de férias para não prejudicar o andamento dos trabalhos mesmo nos meses citados. E ainda que trabalhadores que solicitaram com antecedência o período de descanso teriam tido o pedido negado, diferente de alguns trabalhadores que teriam documentado posteriormente.

    Diante disso, o Sindserv solicitou que a prefeitura verifique e esclareça esta situação.  “É preciso tomar as providências necessárias para que às equipes de Combate às Endemias tenham todo o suporte necessário para realizar o trabalho e não acabem sobrecarregadas e com prejuízos a saúde do trabalhador”, afirma a presidente do Sindserv.